Samsung nomeia novo chefe da divisão de smartphones em momento de concorrência agressiva

Galaxy Note dez da Samsung expostos em uma loja com uma placa da marca.

SÃO PAULO – Roh Tae-moon foi nomeado como novo responsável pela divisão de smartphones da Samsung.

O executivo, de 51 anos – presidente mais jovem a assumir um cargo de liderança na companhia – terá a responsabilidade de manter a qualidade dos novos lançamentos da multinacional sul-coreana e ampliar a participação da Samsung no mercado mundial de vendas de smartphones.

Na empresa desde 1997, Tae-moo foi responsável pela formulação da série Galaxy Note e assume o cargo que antes era de Koh Dong-Jin, que continuará a liderar a divisão de TI e comunicações móveis

A mudança estrutural ocorre próximo ao anúncio da nova linha Galaxy S, o S20 e do novo celular dobrável, o Galaxy Z Flip.

Roh é conhecido por ser detalhista e foi um ator fundamental na redução de custos, de acordo com a Reuters, através da terceirização da produção de aparelhos para competir melhor com fabricantes chineses como a Huawei.

O novo presidente também assumirá a missão de reparar as últimas polêmicas envolvendo a qualidade dos aparelhos da Samsung, como o caso das explosões do Galaxy Note 7 e o atraso do Galaxy Fold em vários meses – após os modelos enviados para teste apresentarem problemas na tela.

A empresa ainda enfrenta uma forte concorrência no mercado de vendas de smartphones promovida pela Huawei, Apple, Oppo e Xiaomi. Mesmo com os embargos sofridos pelos Estados Unidos, a Huawei continua a crescer e segue investindo no desenvolvimento da tecnologia 5G.

Para a Reuters, o analista Tom Kang, da Counterpoint disse que as mudanças indicam que a Samsung “parece destinada a lidar com uma possível grande mudança de mercado com a nova tecnologia”.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP

The post Samsung nomeia novo chefe da divisão de smartphones em momento de concorrência agressiva appeared first on InfoMoney.

Samsung nomeia novo chefe da divisão de smartphones em momento de concorrência agressiva este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

Queda no faturamento da Hering, prévias operacionais de Cyrela e Even e mais destaques corporativos

SÃO PAULO – O pós-fechamento do mercado brasileiro nesta segunda-feira (20) teve um noticiário corporativo bastante agitado, com destaque para as prévias operacionais das construtoras Even e Cyrela. Confira:

Cia. Hering (HGTX3)

A Cia Hering registrou queda de 5,2% em seu faturamento bruto do quarto trimestre na comparação anual, atingindo R$ 502,9 milhões. Segundo a empresa, o impacto veio de uma redução acima do esperado nas vendas pós-Black Friday.

Enquanto isso, as vendas mesmas lojas (lojas abertas a mais de 12 meses) registrou queda de 4% entre outubro e dezembro de 2019.

“A ressaca de vendas após a Black Friday já era esperada em razão da antecipação de parte das compras, entretanto este movimento se estendeu mesmo após a segunda quinzena de dezembro”, afirmou a empresa em comunicado.

Klabin (KLBN11)

A Klabin informou à Bloomberg que vai elevar o preço da celulose de fibra longa e de fibra curta para a China em US$ 20/tonelada.

O novo preço entrará em vigor em 1º de fevereiro.

M. Dias Branco (MDIA3)

O conselho de administração da M. Dias Branco aprovou a recompra de 8,5 milhões de ações ordinárias da companhia no período de 18 meses. A quantidade representa 10% do total de papéis em circulação.

Em comunicado, a empresa explicou que a efetiva recompra do número total de ações dependerá, dentre outros aspectos, do número de ações em tesouraria mantidas pela companhia no momento da negociação e o saldo das reservas disponíveis.

Even (EVEN3)

A construtora Even registrou, no quarto trimestre do ano passado, valor geral de vendas (VGV) de lançamentos de R$ 935 milhões, o que representa uma alta de 25,1% em um ano.

Nos últimos três meses de 2019 foram lançados oito empreendimentos, em que parcela da Even somou R$ 825 milhões no período, alta de 36%.

Enquanto isso, as vendas líquidas ficaram em R$ 583 milhões entre outubro e dezembro, avanço de 73,5% sobre o mesmo período de 2018.

Já os distratos somaram R$ 70 milhões, recuando 44% ante os R$ 125 milhões registrados no quarto trimestre do ano anterior.

Cyrela (CYRE3)

A Cyrela também apresentou sua prévia operacional, mostrando uma queda em vendas e lançamentos de imóveis residenciais no quarto trimestre, sendo que a maior parte do volume comercializado correspondeu a lançamentos.

Nos três últimos meses do ano passado houve uma queda de 15,5% nas vendas na comparação anual, a R$ 2,06 bilhões, sendo R$ 1,08 bilhão em lançamentos.

Enquanto isso, os lançamentos recuaram 11,7% no mesmo período, para R$ 2,39 bilhões, dos quais R$ 1,02 bilhão foram no Minha Casa Minha Vida faixas 2 e 3. No último trimestre, a companhia fez 27 lançamentos.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

The post Queda no faturamento da Hering, prévias operacionais de Cyrela e Even e mais destaques corporativos appeared first on InfoMoney.

Queda no faturamento da Hering, prévias operacionais de Cyrela e Even e mais destaques corporativos este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

O país cuja economia deve crescer 14 vezes mais do que a China em 2020 – por causa do petróleo

SÃO PAULO – A taxa de crescimento econômico chinesa, projetada em 6%, não será a maior do mundo em 2020. Vizinha do Brasil, a Guiana deve vivenciar um avanço 14 vezes maior, de 86% no seu Produto Interno Bruto (PIB) este ano, de acordo com estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI).

E o crescimento deve se estender ainda mais ao longo dos anos: para o FMI, o PIB guianense, deve sair de US$ 4 bilhões para US$ 15 bilhões até 2024.

O país tem 780 mil habitantes, de modo que a renda per capita da população deve disparar com o aumento na riqueza produzida. O embaixador americano na Guiana, Perry Holloway, disse recentemente que o país pode se tornar o mais rico do mundo, superando Luxemburgo como a maior “renda por cabeça”.

A razão para essa prosperidade repentina é o petróleo. A ExxonMobil, maior operadora da commodity da Guiana, descobriu uma reserva de mais de 5,5 bilhões de barris no Oceano Atlântico na costa do país.

Em entrevista à CNBC, a analista Natalia Davies Hidalgo, afirma que as projeções otimistas são sustentadas pelo fato de que a Guiana possui a maior quantidade de petróleo por pessoa do mundo. São 3.900 barris, contra 1.900 da Arábia Saudita.

Apesar disso, analistas já começam a se preocupar com a chamada “doença holandesa”, expressão utilizada pelos economistas quando um país se descobre rico em algum recurso natural, o exporta em abundância e acaba matando a indústria internamente.

Isso ocorre porque o crescimento na economia valoriza a moeda do país, o que prejudica a atratividade de todos os outros produtos. Em muitos casos, a corrupção e uma proteção excessiva ao petróleo também ajudam a transformar as descobertas de reservas em uma maldição.

Hoje, a Guiana não produz petróleo, apesar de fazer fronteira com a Venezuela, que é dona das maiores reservas do mundo do combustível. Também vale lembrar que o governo do país é interino e que as eleições presidenciais ocorrerão em março.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

The post O país cuja economia deve crescer 14 vezes mais do que a China em 2020 – por causa do petróleo appeared first on InfoMoney.

O país cuja economia deve crescer 14 vezes mais do que a China em 2020 – por causa do petróleo este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

O que é Network Marketing

O Network Marketing (NWM), Marketing de Rede, é um modelo de negócios em que é preciso uma rede de distribuidores para o crescimento e fidelização de clientes, como no Marketing Multinível.

O termo vem da junção das palavras em inglês net (rede) e work (trabalho).

Em outras palavras, se refere à construção de uma rede de contatos profissionais para auxiliar nas vendas e consequente faturamento.

Considerado como uma forma de venda direta, o NWM é uma estratégia de marketing para que produtos ou serviços de uma marca sejam vendidos aos clientes certos.

Na maioria dos casos, o network marketing envolve uma cadeia de distribuição, na qual o vendedor recebe participação nos lucros de sua própria rede de revendedores.

Este método oferece oportunidades de negócios para quem procura ter um trabalho com horários flexíveis e independente.

Como funciona o Network Marketing

O Marketing de Rede normalmente requer um investimento inicial por parte do vendedor, que forma a sua rede de clientes e distribuição.

Estes vendedores tornam-se agentes independentes da marca, criando e fidelizando novas redes de clientes para a empresa.

Normalmente, existem níveis de atuação para cada vendedor, onde existem aqueles que distribuem e criam uma rede com outros vendedores, onde em casos de insucesso acabaram por gerar os conhecidos “esquemas de pirâmides”.

Ainda assim, o Marketing de Rede permite que existam bons negócios, principalmente onde a venda é feita de forma direta a clientes que estão em volta do vendedor.

Uma empresa deste ramo, com boa reputação, repassam os produtos aos seus vendedores autônomos com preços tabelados, e distribuem os lucros a cada venda ou conforme distribuidores são recrutados.

O que é Network Marketing este artigo foi publicado primeiro em https://www.vemsertrader.com.br

Anbima: Brasileiro vê melhora econômica em 2020 e aponta juros baixos como estímulo para investir

SÃO PAULO – Aprovada a reforma da Previdência e com os juros no menor patamar histórico, a maioria dos brasileiros acredita em uma melhora da economia em 2020, ainda que o otimismo esteja menor que em 2019, e vê a queda da Selic como principal estímulo para aumentar seus investimentos. É o que mostra um levantamento da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) encomendado ao Datafolha.

Apesar de 62% dos entrevistados terem expectativas positivas para o rumo da economia brasileira em 2020, o otimismo é menor do que o visto em 2019, quando 74% disseram esperar por uma recuperação.

Ainda de acordo com a pesquisa, a parcela da população que espera uma piora econômica neste ano subiu de 14%, em 2019, para 21%. Já o grupo dos que não estimam mudanças cresceu de 12% para 17% da amostra.

Entre os homens, 66% acreditam que a economia terá melhor desempenho este ano, ante 57% das mulheres. Quando divididos por região, 71% dos moradores do norte e centro-oeste têm boas expectativas. No nordeste são 62%; no sudeste, 61%; enquanto no sul, 60% dos entrevistados estão confiantes.

Juros baixos impulsionam investimentos

Questionados sobre as intenções de investir em 2020, 48% dos entrevistados disseram que a redução da taxa básica de juros é o principal fator de estímulo às aplicações financeiras.

O risco de desemprego aparece em segundo lugar, assinalado por 37% das pessoas, ao mesmo tempo em que é tido como principal fator entre os riscos que diminuem a propensão a aplicações financeiras. Já a reforma da Previdência motiva 36% da população a investir, de olho na aposentadoria.

“O contexto econômico deve ser levado em conta ao se fazer qualquer tipo de investimento. Os juros baixos, por exemplo, trazem a necessidade de diversificar as aplicações. A reforma da Previdência, por sua vez, acende um alerta sobre como se preparar para aposentadoria”, disse Ana Leoni, superintendente de educação e informações técnicas da Anbima, em nota.

A pesquisa da Anbima foi feita com 3.433 pessoas economicamente ativas, inativas que possuem renda e aposentados, de 149 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

Invista melhor o seu dinheiro: abra uma conta gratuita na Rico

The post Anbima: Brasileiro vê melhora econômica em 2020 e aponta juros baixos como estímulo para investir appeared first on InfoMoney.

Anbima: Brasileiro vê melhora econômica em 2020 e aponta juros baixos como estímulo para investir este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

Brasileiro pagou R$ 200 bi em impostos nos primeiros 24 dias do ano

Os governos federal, estadual e municipal terão arrecadado R$ 200 bilhões em tributos e contribuições na próxima sexta-feira, dia 24, por volta de 1h40, segundo o Impostômetro, índice da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que calcula os valores recolhidos em impostos. No ano passado, foi preciso um dia a mais para o valor ser atingido.

Para o economista da ACSP, Emílio Alfieri, o aumento na arrecadação não é necessariamente uma má notícia. “O aumento na arrecadação dos impostos é algo natural se estiver relacionado ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Então, como o governo não está mudando as alíquotas, é possível ver com bons olhos essa variação positiva dos primeiros dias de 2020”, explica o economista.

Segundo ele, a redução da Selic e a política do governo de estímulo para tomada de crédito à pessoa física têm ajudado a aumentar a arrecadação sem que as alíquotas subissem.

Alfieri ainda pondera que o governo deve “conter os ânimos” com relação ao aumento da arrecadação via tributos para reduzir o déficit primário, que deve ser de R$ 110 bilhões em 2020, segundo estimativas do Ministério da Economia. “Não há espaço para elevar os impostos, ou criar novas taxas, sem que isto afete o crescimento econômico”, alerta.

Para o economista, reduzir os gastos públicos é uma alternativa melhor para lidar com o déficit.

The post Brasileiro pagou R$ 200 bi em impostos nos primeiros 24 dias do ano appeared first on InfoMoney.

Brasileiro pagou R$ 200 bi em impostos nos primeiros 24 dias do ano este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

Ibovespa renova máxima histórica e dólar bate maior patamar de fechamento desde 4 de dezembro

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou com leve alta nesta segunda-feira (20), mas mesmo assim atingiu sua máxima histórica, ao superar os 118.573 pontos do fechamento de 2 de dezembro. Hoje, o dia teve volatilidade incrementada por conta do vencimento de opções. O exercício de opções sobre ações movimentou mais de R$ 12,69 bilhões, sendo que as opções de compra da Ambev (ABEV3) foram as mais negociadas.

Principal driver da sessão, as falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, derrubaram o real. O ministro disse novamente que o dólar alto e os juros baixos são o novo normal e que as reformas serão aprofundadas este ano. Com isso, o mercado testa novos patamares da moeda, o que se soma ao fortalecimento das posições de hedge (proteção) de quem está comprado em Bolsa.

O Ibovespa subiu 0,32% a 118.861 pontos com volume financeiro negociado de R$ 28,469 bilhões.

Enquanto isso, o dólar comercial avançou 0,59% a R$ 4,1875 na compra e a R$ 4,1892 na venda, maior patamar de fechamento desde 4 de dezembro, quando o câmbio atingiu R$ 4,2087. O dólar futuro com vencimento em fevereiro tinha alta de 0,72% a R$ 4,195.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 sobe dois pontos-base a 5,07%, o DI para janeiro de 2023 tem alta de dois pontos-base 5,66% e o DI para janeiro de 2025 avança também dois ponto-base a 6,38%.

Já na Europa, as bolsas caíram enquanto os investidores esperam por uma nova bateria de resultados desta semana e os desdobramentos do Fórum Econômico Mundial de Davos.

Hoje é dia do feriado de Martin Luther King (com as bolsas americanas fechadas e, portanto, a liquidez reduzida também na B3) nos Estados Unidos e o presidente americano Donald Trump afirmou que os produtores agrícolas do país podem ficar tranquilos que o acordo comercial com a China levará a grandes compras de produtos dos EUA.

Entre os indicadores, o Relatório Focus do Banco Central mostrou uma revisão para cima nas projeções do mercado financeiro para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, saindo de 2,3% para 2,31%. Para 2021 manteve-se estável em 2,5% a previsão do PIB.

Acerca do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a expectativa caiu de 3,58% para 3,56% em 2020 e ficou estável em 3,75% em 2021.

O câmbio foi elevado de R$ 4,04 para R$ 4,05 em 2020 e manteve-se em R$ 4,00 em 2021. Enquanto isso, a Selic foi mantida em 4,5% para 2020 e em 6,25% para 2021.

Ainda no radar, a economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath, disse nesta segunda-feira que o cenário da economia mundial permanece desaquecido neste início de 2020.

O FMI revisou hoje suas projeções de crescimento para a economia mundial em 2019 e 2020. Em 2019, a economia mundial deve ter crescido 2,9% (a projeção anterior era de 3%); para 2020, o Fundo agora prevê um crescimento de 3,3%, ante 3,4% da estimativa anterior, informa a CNBC News.

Dados da Alemanha

Entre os destaques da agenda econômica, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha subiu 0,1% em dezembro de 2019 ante novembro, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis.

Na comparação anual, porém, o PPI alemão teve queda de 0,2% em dezembro. Excluindo-se custos de energia, que podem mostrar volatilidade, o PPI alemão avançou 0,2% em dezembro ante o mês anterior e registrou acréscimo de 0,4% no confronto anual. No ano passado, o PPI da Alemanha teve aumento médio de 1,1% em relação a 2018, informou a Destatis.

Guedes em Davos

Paulo Guedes, ministro da Economia, e sua equipe participam em Davos, na Suíça, do Fórum Econômico Mundial. A missão será mostrar que o Brasil mudou de cara em 2019, saindo do que classificou de “abismo fiscal” para um período de recuperação econômica, com inflação e juros baixo. Nesse cenário, “vender” o Brasil como o melhor destino no mundo para investimentos ganhou relevância.

Além de Davos, Guedes deve reforçar sua agenda internacional nos próximos meses, o que não aconteceu no ano passado quando ele cancelou muitas viagens e não aceitou convites para sair do País.

Para atrair o olhar dos estrangeiros, a equipe econômica pretende explorar também a perspectiva de acelerar a sua entrada como membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), depois do apoio dado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, à candidatura brasileira.

Leia mais

Paulo Guedes vai a Davos para “vender” o Brasil

2020 será o ano da “tranquilidade frágil” para o mundo, aponta Credit Suisse

Um ano após a sua primeira participação no fórum, o ministro vai levar a mensagem de que o Brasil aprofundará as reformas em 2020, está corrigindo erros e começou a entregar a agenda de medidas prometidas pelo presidente Jair Bolsonaro.

Ainda sobre o ministro, em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, do Poder360, Guedes voltou a dizer que o dólar alto e os juros baixos são o “novo normal” e que o país vai aprofundar as reformas este ano. O Ministério da Economia projeta expansão de 2,4% do PIB em 2020, mas Guedes disse que, com reformas, em 2020, o Brasil pode estar crescendo 4% ao ano. Contudo, as expectativas para o crescimento podem ser abaladas em caso de descontinuidade das mudanças.

Noticiário corporativo

A Petrobras anunciou que iniciará a fase vinculante para a venda de ativos no Uruguai nas próximas semanas. A Marfrig, por sua vez, concluiu a liquidação antecipada das notas sênior de 2023. A Ânima aprovou a oferta primária de pelo menos 22,5 milhões de ações ON.

Já a Taesa aprovou a emissão de R$ 300 milhões  em debêntures, enquanto a Eneva aprovou a emissão de R$ 600 milhões em debêntures.

Maiores altas

Ativo Variação % Valor (R$)
BTOW3 5.52905 75.2
YDUQ3 3.66 51.83
GGBR4 3.33797 22.29
GOAU4 3.07102 10.74
RADL3 3.03423 119.19

Maiores baixas

Ativo Variação % Valor (R$)
BBDC4 -2.14386 34.69
ITUB4 -2.11792 34.2
SUZB3 -1.89584 42.95
CIEL3 -1.79806 7.1
TIMP3 -1.58878 16.29

(Com Agência Brasil, Agência Estado e Bloomberg)

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

The post Ibovespa renova máxima histórica e dólar bate maior patamar de fechamento desde 4 de dezembro appeared first on InfoMoney.

Ibovespa renova máxima histórica e dólar bate maior patamar de fechamento desde 4 de dezembro este artigo foi publicado primeiro em https://www.infomoney.com.br/

DD Education Cursos da DD Corporation – O melhor curso de Bitcoin e Criptomoedas!

Robô Next DD Corporation (DREAMS DIGGER) – O melhor robô de arbitragem automática!

Redes Sociais Unick Forex

Unick Forex é uma empresa que possui um excelente plano de Marketing e oferece 5 formas de ganhos, venha participar!

Unick Forex agora é um site para você que procura um bom conteúdo relacionado ao mercado financeiro, como ganhar dinheiro, quais as notícias relacionadas a investimentos.

Para você que quer investir em criptomoedas postaremos aqui vários assuntos sobre o Bitcoin e como investir em bitcoin.

Postaremos também muitas novidades de empresas de Marketing Multinível (MMN) com a melhor oportunidade do mercado para que você possa ganhar dinheiro online e em sua cidade.

Caso você queira ser um TRADER e ganhar dinheiro no mercado financeiro, postaremos aqui muitos assuntos relacionados ao FOREX, OPÇÕES BINÁRIAS e ARBITRAGEM.

Enfim, um site completo para você que procura notícias sobre investimento, mercado digital, marketing digital, ganhar dinheiro online, sobre ações, oportunidade de negócios e muito mais você terá no site Unick Forex.

Visite nosso website: https://unickforex.travel.blog/

Colaborador de

Unick Forex

Youtube

Blogger Unick

WordPress

Gravatar

Tumblr

Twitter

Diigo

Evernote

Get Pocket

Gdrive Unick Forex

One Note

Mais redes sociais

Weebly

Medium

Facebook page

Pinterest

About me

Instapaper